Notícias da Casa de Cinema

em 09 de fevereiro de 2004

O curta DONA CRISTINA PERDEU A MEMÓRIA ganhou mais um prêmio, desta vez no Festival de Cinema e Vídeo de Campo Grande, realizado na capital do Mato Grosso do Sul de 8 de janeiro a 8 de fevereiro.

em 07 de fevereiro de 2004

O HOMEM QUE COPIAVA acaba de receber mais quatro prêmios em dois festivais internacionais.

em 18 de dezembro de 2003

O longa metragem O HOMEM QUE COPIAVA, uma produção da Casa de Cinema de Porto Alegre, acaba de ganhar mais um prêmio internacional. Jorge Furtado foi escolhido o Melhor Diretor no Oitavo Festival Internacional de Kerala, Índia, e vai receber o Rajata Chakoram (Faisão de Prata).

em 15 de dezembro de 2003

Sabe o que existe de comum entre o melhor filme do Brasil e o melhor programa de televisão do Brasil em 2003?  A Casa de Cinema de Porto Alegre.

em 14 de dezembro de 2003

Terminou ontem (14/12) em Santa Maria da Feira, Portugal, a sétima edição do Festival Luso Brasileiro de Cinema. O HOMEM QUE COPIAVA, uma produção da Casa de Cinema de Porto Alegre dirigida por Jorge Furtado, foi escolhido o melhor filme pelo Júri Popular, pela Crítica e pela Federação dos Cineclubes.

em 11 de dezembro de 2003

ázaro Ramos, protagonista de O HOMEM QUE COPIAVA (produção da Casa de Cinema de Porto Alegre) foi considerado o melhor ator do 25° Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano, realizado em Havana, Cuba, de 2 a 12 de dezembro.

em 07 de dezembro de 2003

O último episódio da série CENA ABERTA, uma produção da Casa de Cinema de Porto Alegre, vai ao ar nesta terça, 9 de dezembro, às  22:30, na TV Globo.

em 12 de novembro de 2003

CENA ABERTA, a mais recente co-produção da Casa de Cinema de Porto Alegre com a TV Globo, estréia nesta terça-feira, dia 18, às 22:30. A série, de quatro episódios, é apresentada por Regina Casé e mistura ficção e documentário.

em 03 de novembro de 2003

O longa Houve Uma Vez Dois Verões, de Jorge Furtado, rodado pela Casa de Cinema de Porto Alegre, concorre ao troféu de Melhor Filme no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2003, promovido pela Academia Brasileira de Cinema.  O filme também aparece entre os concorrentes nas categorias Roteiro Original (Jorge Furtado) e Figurino (Rô Cortinhas).

em 30 de setembro de 2003

A TV Globo programou para a segunda semana de outubro mais um FESTIVAL NACIONAL, apenas com filmes brasileiros.