Jorge Furtado

Bookmark and Share

FUN HOME: O melhor filme do ano é de papel

Caros amigos e sócios.

Meu Deus, eu tenho um blog! E agora? Como foi que eu entrei nessa? Lembrei do argumento que acabou me convencendo: já que é para escrever de graça, melhor poder escrever sobre o que der na telha, do tamanho que der na telha, tanto no que diz respeito ao telhado quanto à telha, e existem telhas de vários tipos, francesa, portuguesa, ih, acho que me perdi na metáfora. Onde é que eu estava mesmo? Escrever de graça... Ah, lembrei. Vou fazer o que todo mundo faz: encher lingüiça.

x

Hoje eu acordei e pensei: será que estou mesmo acordado? Será que hoje é hoje ou anteontem? “Isso não importa”, disse o Grifo. “Apague essa luz!” E acabou a história.

x

Parte significativa da melhor literatura contemporânea está nos quadrinhos. A mais recente obra-prima do gênero é “Fun Home”, relato autobiográfico escrito e desenhado por Alison Bechdel, uma americana nascida em 1960 numa minúscula cidade da Pensilvânia. Está nas livrarias, lançado pela Conrad, e é dos melhores livros de 2007.

Romance de formação narrado em primeira pessoa, “Fun Home” faz parte da brilhante tradição americana no gênero, com ancestrais tão ilustres como “O apanhador no campo de centeio” e “Complexo de Portnoy”. Como acontece com a melhor literatura, só lendo. E, para completar, Alison desenha muito bem.

Atenção: não leia a orelha, é péssima!

Para ler as primeiras 30 páginas ou comprar “Fun Home”, no site da Conrad, clique aqui.

E Feliz Natal, a ti, aos teus e até aos ateus.

Jorge Furtado

Enviado por glaucia campregher em 17 de dezembro de 2008.

Que esquisito fazer um comentário de algo que já tá de aniverssário... Mas tava aqui uma baita dica, tão sozinha, tão sem ninguém pra dizer "amei!" que resolvi. Pois é - amei! Valeu a dica, vou comprar o resto. Preciso frequentar mais esse site da casa, é uma turma que tem mesmo o que dizer. Valeu. Glaucia